Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

ricardo-493x533
No comando: DJ Ricardo MS

Das 00:00 as 24:00

Música que critica Donald Trump vira hit na Somália; ouça

Compartilhe:
somali

Uma música que critica Donald Trump se tornou hit na Somália, com milhares de cidadãos repetindo sua letra que encoraja a não sentir medo perante as acusações feitas pelo presidente eleito dos Estados Unidos contra a comunidade do país (clique aqui para ouvir).

Republican presidential candidate, businessman Donald Trump speaks during the Fox Business Network Republican presidential debate at the North Charleston Coliseum, Thursday, Jan. 14, 2016, in North Charleston, S.C. (AP Photo/Chuck Burton)

A cantora da diáspora somali Deeqa Adan Muse, conhecida como Deeqa Afro, chama, em ritmo de pop africano, a comunidade de imigrantes que vive nos Estados Unidos a não se render perante Trump, que em várias ocasiões relacionou o terrorismo à imigração.

Durante a campanha eleitoral, o candidato republicano criticou a chegada aos EUA de um grande número de somalis e encorajou os americanos a se rebelar contra eles porque “alguns se unem ao Estado Islâmico e divulgam seu extremismo por todo o país e o mundo”.

Diáspora somali
Com a canção, Deeqa Afro pretende responder às acusações e lembrar aos somalis que “o abuso dos direitos não é possível na América, a Constituição não está reservada para Donald Trump”.

A cantora também explica as razões pelas quais a diáspora somali vive refugiada nos EUA. “Quando meu país de origem foi destruído pela guerra civil, a América me acolheu e me deu um lar permanente. Sou cidadã”, reivindica.

Definitivamente, a canção lança uma mensagem com a qual milhares de somalis se identificaram. “Donald Trump não maltrate meu povo e não diga palavras que lastimam seus corações”.

Com quase 72 mil reproduções no YouTube em pouco mais de uma semana, a canção se transformou em um ícone para a reivindicação entre os somalis e as dezenas de milhares de pessoas que formam a diáspora somali refugiada nos Estados Unidos.

Fonte: http://g1.globo.com/

Deixe seu comentário:

Parceiros

Parceiros

Sua Opinião

Com esta a Web Rádio?

Parceiros

Parceiros